Categorias
Sem categoria

Pastor batiza melhor amigo após passar 30 anos orando por ele

Francis Chan. (Foto: Shelley Paulson)

O renomado pastor e autor Francis Chan revelou que depois de 30 anos orando para que seu melhor amigo reconhecesse Jesus Cristo como seu Salvador, ele finalmente foi capaz de batizá-lo.

Chan destaca que a oração é essencial em tais casos, admitindo que as suas tentativas no passado de tentar “convencer” as pessoas através de argumentos racionais eram “ridículas”.

O pastor, que trocou sua megaigreja para se dedicar a escrever livros e promover seminários de discipulado, reconhece que é comum os cristãos sentirem-se desanimados após passarem alguns anos orando por alguém e não veem mudanças.

Citando as trevas espirituais que o apóstolo Paulo descreveu em 2 Coríntios 4:3-6, declarou: “Todos nós andamos em completa escuridão espiritual a menos que Deus decida nos iluminar. De alguma maneira misteriosa, Deus brilha luz no coração de uma pessoa para que ele veja a beleza do Evangelho. Nenhum esforço humano pode produzir isso. A salvação é um milagre de Deus”.

“Muitos de nós afirmamos acreditar nesta verdade teológica, mas nossas ações mostram o contrário, revelando o quanto confiamos em pessoas, discursos e eventos”, revela.

30 anos de espera
O pastor americano, famoso por seu livro “Louco Amor”, lembra que Jesus deixou claro em Lucas 18:1 que devemos “sempre orar e não desanimar”. Em seguida, contou como foi sua experiência pessoal de orar durante 30 anos pela conversão de seu melhor amigo.

“Meu melhor amigo na escola não queria seguir a Jesus. Ouvir aquilo foi decepcionante. Ken e eu seguimos caminhos separados, e nossas vidas seguiram em direções opostas. Mas nunca parei de orar por ele. Sempre que o nome de Ken surgia em minha mente, a oração era o meu reflexo natural”, assevera.

Eles voltaram a se encontrar dois anos atrás, quando Chan pregou em Seattle, onde Ken morava. “Eu o convidei para o evento para que pudéssemos nos reconectar. Nos formamos no ensino médio em 1985. Então, depois de 30 anos de oração, Deus decidiu acender sua luz em seu coração. Jesus entrou em seu coração e ele não podia acreditar como não conseguia ver isso todo esse tempo”, acrescentou. Algumas semanas depois, o pastor batizou seu melhor amigo e a esposa dela.

Chan enfatiza que decidiu compartilhar esta história como um lembrete aos cristãos de que “nenhuma alma está longe demais para Deus”. Ele exorta os crentes a fazerem orações continuamente por aqueles que rejeitam a Cristo.

Gospel Prime

via Blogger https://ift.tt/2FvMD8S

Categorias
Sem categoria

Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai

“Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo” (Efésios 3: 14).

Paulo escreveu esta carta aos irmãos de Éfeso, quando estava aprisionado em Roma. Esta cidade não era tão fácil assim, por isso Deus havia enviado o apóstolo numa missão na primeira viagem missionária. Nessa viagem Paulo se confrontou com a religiosidade na época, uma cidade portuária e com um povo idólatra que tinha por deusa Diana. A finalidade em escrever esta carta, foi fazer os seus servos fiéis que ali estavam cumprindo o seu papel apostólico no mundo, ou seja, se manter firme em sua missão como enviado por Deus. Paulo ensina sobre a unidade doutrinária, a salvação pela graça, a nova vida em Jesus, santidade, batalha espiritual e perseverança na oração.
– Paulo pôs de joelhos pela causa do evangelho de Cristo.
* Ele se alegra em ser prisioneiro de Cristo, pelo amor que tinha a igreja do Senhor. Ou seja, Paulo sofreu perseguições, açoites, humilhação, acusações, apedrejamento, fome, frio, cansaço, dores. Tribulações. E todas essas coisas foram por causa do evangelho. E mediante isso, a graça de Cristo foi sobre ele e pelo Espírito Santo, revelação esta que foi-lhe concedido a revelação e conhecimento dos mistério de Deus, dadas aos seus apóstolos e profetas.
* Paulo mostrou a todos que eles eram coerdeiros e coparticipantes da promessa em Cristo Jesus, pois era algo que o diabo queria roubar. O que quero dizer, é que o diabo está tentando roubar do cristão à herança a qual somos coparticipantes, ou seja, que é nossa por direito. Tudo que Jesus conquistou na cruz é direito nosso é nossa herança.
– Não deixe o diabo roubar a tua herança e a tua promessa – “O ladrão venho para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e tenha em abundancia”(Mateus 10:10). “Venho sem demora, guardas o que tens, para que ninguém tome a tua coroa” (Apocalipse 3: 11)
*Paulo começa a apresentar o testemunho do seu ministério junto a igreja de Éfeso, mas em nada disso ele se fazia superior a alguém. No entanto ele diz que era o menor de todos os santos.
*Por isso ele fortalece os seus irmãos. Possivelmente os fiéis da igreja de Éfeso, estavam desmotivados, desanimados, frustrados, frios e entristecidos pela prisão de Paulo.
– Os cristãos na igreja nos dias de hoje, não esta diferente dos dias de Paulo: Desmotivados, frustrados, frios, desanimados e entristecidos por conta das dificuldades e dos acontecimentos que estão em sua volta! E por cá tem deixado de orar, buscar a Deus e se relacionar com Ele. As forças tem sodo roubadas e a sua fé tem sido minada, ao ponto de não acreditarem mais naquilo que Deus pode fazer! Mas Paulo sabendo de tudo isso, escreve esta carta e diz nos versos 14: “Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai”. E como Deus nos dizendo: “Não entregue os pontos e nem se curve diante dessas circunstancia e por esta causa hoje, se coloque de joelhos diante de Mim”. Saiba que a maior conquista da sua vida vai ser de joelhos e boca no pó, em oração diante do Pai!

Fonte a voz da cidade

via Blogger https://ift.tt/2PU2RN8

Categorias
Sem categoria

Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai

“Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo” (Efésios 3: 14).

Paulo escreveu esta carta aos irmãos de Éfeso, quando estava aprisionado em Roma. Esta cidade não era tão fácil assim, por isso Deus havia enviado o apóstolo numa missão na primeira viagem missionária. Nessa viagem Paulo se confrontou com a religiosidade na época, uma cidade portuária e com um povo idólatra que tinha por deusa Diana. A finalidade em escrever esta carta, foi fazer os seus servos fiéis que ali estavam cumprindo o seu papel apostólico no mundo, ou seja, se manter firme em sua missão como enviado por Deus. Paulo ensina sobre a unidade doutrinária, a salvação pela graça, a nova vida em Jesus, santidade, batalha espiritual e perseverança na oração.
– Paulo pôs de joelhos pela causa do evangelho de Cristo.
* Ele se alegra em ser prisioneiro de Cristo, pelo amor que tinha a igreja do Senhor. Ou seja, Paulo sofreu perseguições, açoites, humilhação, acusações, apedrejamento, fome, frio, cansaço, dores. Tribulações. E todas essas coisas foram por causa do evangelho. E mediante isso, a graça de Cristo foi sobre ele e pelo Espírito Santo, revelação esta que foi-lhe concedido a revelação e conhecimento dos mistério de Deus, dadas aos seus apóstolos e profetas.
* Paulo mostrou a todos que eles eram coerdeiros e coparticipantes da promessa em Cristo Jesus, pois era algo que o diabo queria roubar. O que quero dizer, é que o diabo está tentando roubar do cristão à herança a qual somos coparticipantes, ou seja, que é nossa por direito. Tudo que Jesus conquistou na cruz é direito nosso é nossa herança.
– Não deixe o diabo roubar a tua herança e a tua promessa – “O ladrão venho para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e tenha em abundancia”(Mateus 10:10). “Venho sem demora, guardas o que tens, para que ninguém tome a tua coroa” (Apocalipse 3: 11)
*Paulo começa a apresentar o testemunho do seu ministério junto a igreja de Éfeso, mas em nada disso ele se fazia superior a alguém. No entanto ele diz que era o menor de todos os santos.
*Por isso ele fortalece os seus irmãos. Possivelmente os fiéis da igreja de Éfeso, estavam desmotivados, desanimados, frustrados, frios e entristecidos pela prisão de Paulo.
– Os cristãos na igreja nos dias de hoje, não esta diferente dos dias de Paulo: Desmotivados, frustrados, frios, desanimados e entristecidos por conta das dificuldades e dos acontecimentos que estão em sua volta! E por cá tem deixado de orar, buscar a Deus e se relacionar com Ele. As forças tem sodo roubadas e a sua fé tem sido minada, ao ponto de não acreditarem mais naquilo que Deus pode fazer! Mas Paulo sabendo de tudo isso, escreve esta carta e diz nos versos 14: “Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai”. E como Deus nos dizendo: “Não entregue os pontos e nem se curve diante dessas circunstancia e por esta causa hoje, se coloque de joelhos diante de Mim”. Saiba que a maior conquista da sua vida vai ser de joelhos e boca no pó, em oração diante do Pai!

Fonte a voz da cidade

via Blogger https://ift.tt/2PU2RN8